ODSs (SDGs): Água e Energia

Nosso caminho para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A Grundfos reconhece o potencial de negócios nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (os ODS), também conhecidos como Objetivos Globais, e a necessidade de identificar e desenvolver soluções em escala.

A sustentabilidade está em nosso DNA; sempre apoiamos nossos clientes com um portfólio de produtos e soluções sustentáveis. Ancorar nossa estratégia aos ODS foi uma continuação natural de nossa herança e trabalhar com eles é um processo contínuo. O setor privado, com seu poder de inovação, tem a capacidade de encontrar muitas das soluções para atender ao desafio dos ODS.

Trabalhamos com os ODS a partir de três perspectivas:

  • Perspectiva das oportunidades de negócios: Os ODS nos falam sobre megatendências. Onde existe uma demanda potencialmente enorme não atendida? E podemos contribuir para atender a essa demanda - ao fazer negócios? Chamamos isso de Sustentabilidade é Negócio; 
  • Perspectiva de risco: Onde corremos o risco de causar impacto negativo? Quais são as tendências nas expectativas sobre boas práticas de negócios? Chamamos isso de Questões de Contrato Social; 
  • Perspectiva de comunicação: uma estrutura comum quando falamos com parceiros - de ONGs e governos a clientes e nossos próprios funcionários.

ODS prioritários

Em 2016, mapeamos como os ODS afetam diferentes partes do nosso negócio e obtivemos uma visão geral das oportunidades, impactos e lacunas a serem trabalhados. Isso levou à identificação de ODS prioritários dentro de cada uma de nossas áreas de impacto estratégico:

  • ODS # 6 sobre água e o SDG # 13 sobre clima, onde nossas bombas e soluções de água têm o maior impacto. As metas estão vinculadas à nossa estratégia geral de negócios e crescimento e são a espinha dorsal de nossos esforços. 
  • ODS # 8 sobre condições de trabalho e o ODS # 16 sobre instituições fortes serão as áreas em que nossas operações terão maior impacto.

Os ODS estão interligados

A partir de uma avaliação, descobrimos que os ODS estão interligados e qualquer tentativa de separá-los é mais um exercício analítico do que prático.

Também permitimos que equipes de trabalhos dentro da empresa realizassem suas próprias análises. Eles realizaram discussões, adicionando os ODS mais relevantes para sua linha de trabalho específica. O resultado é uma combinação de aplicação completa dos ODS no dia a dia de trabalho.

Por exemplo, as equipes que trabalham com inclusão fizeram suas próprias análises e agora se concentram nos ODS mais relevantes para eles, que compartilham o ODS nº 5 sobre gênero e o ODS nº 3 sobre boa saúde. Quando trabalhamos com bombas movidas a energia solar, também trabalhamos com o SDG nº 7 sobre energia limpa.

Os ODS presentes diariamente na Grundfos; eles cresceram organicamente e ganharam mais e mais seguidores em toda a empresa, ao longo de toda a cadeia de valor. Isso significa que os ODS não estão mais acoplados à estratégia, mas fazem parte da estratégia. Com uma prioridade clara para mudar as mentalidades, e estando bem encaminhados nessa jornada, também estamos nos concentrando em integrar ainda mais os ODS em nossos relatórios e definição de metas.