Uma introdução ao MAGNA1 Modelo C na gama de circuladores

Uma introdução ao MAGNA1 Modelo C na gama de circuladores

Obtenha uma breve introdução ao MAGNA1 Modelo C e às aplicações às quais se adequa. Irá também ficar a conhecer as variantes simples e duplas do circulador e as situações a que cada uma se destina. 

O circulador MAGNA1 modelo C junta-se à gama abrangente de circuladores da Grundfos.

Neste módulo, vamos fazer uma breve introdução ao MAGNA1 Modelo C.

Vamos mostrar-lhe como se enquadra na gama de circuladores da Grundfos e em que aplicações pode ser utilizado.

Iremos também analisar em detalhe a funcionalidade de circulador duplo e quando se recomenda selecionar esta variante.

Vamos começar. Antes de mais, o MAGNA1 baseia-se na mesma tecnologia MAGNA fiável e de alta eficiência dos seus predecessores.

Destina-se principalmente a edifícios comerciais, como escolas, hospitais e edifícios residenciais.

Com a capacidade de ser ligado a sistemas de controlo e monitorização simples, é uma solução ideal para trabalhos simples.

O MAGNA1 pode ser instalado num edifício comercial novo como bomba principal, independentemente da aplicação na qual esteja a funcionar.

E graças ao baixo custo de investimento e à elevada eficiência de funcionamento, é também a substituição ideal para bombas de 3 velocidades antigas e ineficientes que não oferecem as mesmas opções de ligação que muitos edifícios novos exigem das suas bombas.

O MAGNA1 foi concebido para diversas aplicações, como:

Sistemas de aquecimento

Sistemas domésticos de aquecimento de água

Sistemas de ar condicionado e de refrigeração

Sistemas de bombas de calor geotérmicas

E sistemas de aquecimento solar

Além disso, o MAGNA1 suporta temperaturas de líquido entre -10 e +110 ºC.

O MAGNA1 está disponível como circulador simples e duplo.

Na parte seguinte do módulo vamos abordar de perto a variante da bomba dupla e quando é adequado optar por essa variante.

Na versão dupla do circulador MAGNA1, as duas cabeças de bomba partilham o mesmo corpo e estão ligadas sem fios.

Uma delas funciona como reserva redundante em relação à outra, garantindo que, se uma ficar indisponível, a redundante liga-se automaticamente.

Isto é o modo de funcionamento/standby. Garante um abastecimento contínuo de aquecimento ou arrefecimento, proporcionando tranquilidade a si e também ao utilizador final.

Os circuladores duplos operam em modo de alternância, garantindo que as horas de funcionamento são divididas por igual entre as bombas.

Quando deve escolher um circulador duplo em vez de um circulador simples?

Se tempo de inatividade for inadmissível, um circulador duplo é a escolha ideal.

Por exemplo, num hospital é essencial não haver tempo de inatividade.

Por isso, é crucial selecionar a variante dupla em modo de funcionamento/standby.

Mas, para alguns trabalhos, um MAGNA1 simples é rentável e suficiente.

Quando um circulador for a solução ideal, as especificações fornecem a resposta ao indicar que existe redundância de abastecimento.

E assim terminamos a introdução básica ao circulador MAGNA1 modelo C da Grundfos.

Vamos resumir.

O MAGNA1 destina-se principalmente a edifícios comerciais.

Pode ser ligado a sistemas de controlo e monitorização simples.

Foi concebido para funcionar em diversas aplicações, tanto como bomba principal, como de substituição.

Está disponível numa variante simples e numa variante dupla.

A variante dupla garante um abastecimento contínuo de aquecimento ou arrefecimento, proporcionando tranquilidade ao instalador e ao utilizador final, enquanto a variante simples constitui uma alternativa rentável.