Pesquisa e Insights

Válvula de borboleta

Uma válvula de borboleta provém de uma família de válvulas denominadas válvulas de um quarto de volta. A borboleta é um disco de metal montado numa haste. Quando a válvula está fechada, o disco é rodado de forma a bloquear completamente a passagem.

Quando a válvula está fechada, o disco é rodado de forma a bloquear completamente a passagem. Quando a válvula está totalmente aberta, o disco é rodado um quarto de volta, de modo a permitir uma passagem quase ilimitada do fluido do processo. A válvula também pode ser aberta de forma incremental para regular o caudal. Ao contrário de uma válvula de esfera, a chapa está sempre presente no caudal, pelo que é sempre induzida uma queda de pressão no caudal, independentemente da posição da válvula.

A válvula de borboleta deriva o nome da forma como uma "imagem em forma de borboleta" aparece ao girar.

A válvula de borboleta é amplamente utilizada na indústria química, sistemas de águas residuais e abastecimento de água.

A válvula foi concebida para que o fluido circulante não tenha de entrar em contacto com as peças metálicas móveis da válvula. A sede da válvula pode ser feita de vários tipos diferentes de material para lidar com todo o tipo de meio.

Uma válvula de borboleta é muito robusta e requer muito pouca manutenção.

As válvulas de borboleta estão geralmente disponíveis em tamanhos de médio a muito grandes (DN 40-600).

A Grundfos fornece bombas para o abastecimento de água, tratamento de água potável e aplicações de águas residuais municipais, nas quais são habitualmente utilizadas válvulas de borboleta.

Aplicações relacionadas

Localize aplicações da Grundfos relacionadas com este assunto.