Artigo

Edifícios de elevado desempenho

Com soluções de bombeamento mais eficientes é possível reduzir significativamente o consumo de energia mundial. O resultado não se limita apenas a um impacto positivo sobre as alterações climáticas e emissões globais. Mas inclui edifícios com um melhor desempenho, maior conforto interior e maior segurança da água.

Porquê otimizar os edifícios comerciais?

Para combater o aquecimento global, é necessário reduzir para metade as emissões globais até 2030

À medida que aumenta o ritmo da urbanização, aumenta também a procura mundial de energia e a taxa de emissões globais. E, com 10%, atualmente as bombas representam uma parte significativa do consumo elétrico do mundo1.

As necessidades globais de arrefecimento duplicaram em menos de 20 anos

Prevê-se que, até 20502, o consumo global de energia aumente quase 25%. E, nos últimos 20 anos, só as necessidades de refrigeração globais praticamente duplicaram, tornando-se urgente proceder à transição para uma energia mais ecológica e melhorar a eficiência energética.

Em edifícios comerciais, o AVAC representa até 40% do consumo total de energia

Visto que tanto os utilizadores finais como os governos exigem mais eficiência, os sistemas de AVAC devem ser continuamente otimizados de forma a limitar os custos, reduzir o consumo e as emissões. No entanto, os sistemas de AVAC representam até 40% do consumo total de energia em edifícios3.

Melhorar a eficiência e reduzir custos nos sistemas de AVAC

Os sistemas de AVAC representam 40% do consumo total de energia nos edifícios. É fundamental a existência de sistemas energeticamente eficientes para manter baixos os custos e o consumo de energia. A Grundfos iSolutions oferece uma grande variedade de produtos inteligentes para diminuir a complexidade do sistema e os custos de funcionamento, sem comprometer o conforto do utilizador final. Assista ao vídeo para saber mais sobre a Grundfos iSolutions para sistemas de AVAC.

Os desafios típicos

Atualmente, a expetativa é que os edifícios comerciais tenham um bom desempenho ao longo de toda a sua vida útil. No entanto, os sistemas de AVAC nos edifícios podem ser muito complexos por serem frequentemente compostos por vários componentes independentes. Estes componentes precisam normalmente de trabalhar em conjunto como um sistema integrado, o que significa que o risco de falha é significativo.

Ao elaborar esquemas detalhados e especificações, os projetistas têm frequentemente limitações significativas ao nível do tempo, o que aumenta o risco de falhas no projecto. Além disso, as bombas são frequentemente sobredimensionadas e funcionam à carga máxima, ou seja, funcionam de forma excessiva em comparação com as necessidades. Isto significa que muitos sistemas apresentam um desenho ineficiente devido a material sensível danificado, provocando sistemas de AVAC de baixo desempenho e elevado consumo com elevado CAPEX e OPEX.

A colocação em funcionamento e integração de componentes e soluções para um sistema GTC são as últimas atividades antes de o sistema de AVAC ser colocado em funcionamento e entregue. No entanto, é aqui que ocorrem os erros, que as boas práticas são negligenciadas e os procedimentos não são realizados. Na origem pode estar a ausência de uma formação adequada do pessoal ou a falta de tempo suficiente para a tarefa. Ou quando os manuais dos componentes e das soluções não proporcionam uma assistência adequada.

Para além disso, muitos dão maior prioridade ao CAPEX do que ao OPEX durante o design e a instalação. Isto pode conduzir a um aumento dos custos ao longo do tempo, visto as bombas poderem funcionar de forma descontrolada ou serem operadas em modos de controlo pouco eficientes. Daqui podem resultar problemas no Delta T e significar que o consumo real de energia do edifício irá exceder os cálculos efetuados durante o projecto. Por fim, sistemas envelhecidos que não sejam operados de forma adequada conduzem a um clima interior desfavorável e diminuem o nível de satisfação do utilizador final.

Como pode otimizar

Atualmente, 10% da eletricidade mundial é consumida por bombas. E, se todos mudassem para sistemas de bombeamento de elevada eficiência, o mundo poderia poupar 4% deste consumo1. E é por isso que a otimização dos sistemas de AVAC é importante para combater as mudanças climáticas globais e garantir edifícios com um melhor desempenho.

É igualmente essencial reduzir a complexidade do sistema e os custos de funcionamento, aumentando o valor dos ativos e o conforto do utilizador final. Os componentes do sistema devem trabalhar em conjunto, criando um ecossistema de soluções eficientes, fáceis de instalar e colocar em funcionamento, e que funcionam de forma fiável ao longo da vida útil de um edifício. Além disso, à medida que aumentam as exigências de eficiência energética, os sistemas de AVAC precisam de apresentar um elevado desempenho e baixas emissões de CO2, mantendo níveis reduzidos de energia e manutenção.

A Solução

A Grundfos iSOLUTIONS vai mais além dos componentes individuais e cria um sistema inteligente de bombas, controlos, sensores e software que funcionam em conjunto para otimizar o desempenho de qualquer sistema de AVAC. A Grundfos iSOLUTIONS inclui uma grande variedade de soluções inteligentes e energeticamente eficientes que facilitam a instalação e colocação em funcionamento, monitorizam o desempenho do edifício e também acompanham e controlam os seus sistemas.

É possível, por exemplo, reduzir significativamente os desafios do desenho complexo de sistemas, bem como a instalação e colocação em funcionamento ineficientes com as nossas soluções MIXIT e Modulares. Grundfos MIXIT é uma solução integrada que substitui todos os componentes separados num único circuito de mistura. E os sistemas Modulares pré-fabricados da Grundfos são sistemas fornecidos de fábrica, pré-cablados, pré-testados e pré-comissionados para uma instalação e operação rápidas no local.

Além disso, Grundfos Distributed Pumping é uma mudança de paradigma na forma como controlamos os sistemas de água refrigerada. Permite-lhe eliminar totalmente as válvulas de controlo e equilíbrio, substituindo-as por bombas inteligentes mais pequenas que se adaptam às necessidades do sistema com base na temperatura da água refrigerada. O resultado é um menor CAPEX de uma bomba principal de menor dimensão, bem como um sistema mais equilibrado. Em última análise, isto permite-lhe melhorar o conforto interior e obter poupanças energéticas significativas.

Por fim, Grundfos BuildingConnect oferece-lhe um resumo simples e intuitivo das suas aplicações, permitindo-lhe monitorizar todas as instalações diretamente no seu computador ou tablet. O BuildingConnect está sempre a evoluir e, com atualizações de software constantes, terá a garantia de uma solução preparada para o futuro que o manterá sempre atualizado.

Podcast: Edifícios de elevado desempenho

Ouça o Vice-Presidente Sénior de Edifícios Comerciais, Bent Jensen dando sua perspetiva sobre como podemos enfrentar desafios como urbanização e crescimento populacional, projetando e otimizando nossos edifícios comerciais para funcionarem com mais eficiência.

 

Você pode ouvir mais podcasts da Grundfos Commercial Building Services - na plataforma de sua preferência.

FONTES

Fonte1: As emissões globais de CO2 da produção de energia são 12,5 GT (2010), World Energy Outlook 2012, Agência Internacional da Energia (AIE) 
https://www.iea.org/reports/world-energy-outlook-2020

Fonte2: Global cooling report; Agência Internacional de Energia, junho de 2020
https://www.iea.org/reports/cooling

Fonte3: Guide to Best Practice Maintenance and Operation of HVAC Systems for Energy Efficiency (Janeiro de 2012), Conselho de Governos Australianos (Council of Australian Governments -COAG), Páginas 36-37
https://www.airah.org.au/Content_Files/UsefulDocuments/DCCEE_HVAC_HESS_GuideToBestPractice2012.PDF

Outros artigos relacionados

Encontre artigos relacionados com pesquisa e conhecimentos da Grundfos.