Pressão de água perfeita

Pressão de água perfeita

Aprenda como obter pressão de água perfeita e saiba como é que isso irá aumentar o conforto dos donos de habitações. 

Neste vídeo, iremos analisar mais de perto como a pressão de água baixa ou variável afeta os proprietários das habitações, porque ocorre e como a bomba de pressurização de água SCALA2 pode resolver a situação.

A pressão de água baixa ou variável é um fenómeno comum mas inconveniente nos edifícios residenciais. Tem como consequência maus duches, torneiras a pingar e alterações desconfortáveis na temperatura da água.

Existem duas principais causas para a pressão de água variável: Pressão de entrada variável e várias torneiras abertas. Comecemos com a pressão de entrada:

Ao longo de um dia, a pressão da água na rede urbana varia conforme o consumo de água em todo o sistema. De manhã e à noite, quando a maioria das pessoas está em casa a tomar banho, a limpar e a cozinhar, a pressão da água é baixa. Mas durante o dia, quando as pessoas estão fora, a pressão da água aumenta. É possível sentir esta variação diretamente nas torneiras e chuveiros.

A segunda razão para a pressão da água variável é o facto de haver várias torneiras abertas ao mesmo tempo. Num sistema de água doméstico típico, sempre que abrimos uma torneira, seja num chuveiro, numa máquina de lavar ou num aspersor de rega no exterior, a pressão da água desce. Isto manifesta-se como alterações rápidas na quantidade de água que sai das torneiras e/ou na temperatura da água, que pode mudar instantaneamente de quente para gelada.

A SCALA2 dispõe de um controlo de bomba inteligente, que permite à bomba de pressurização de água levar em consideração a pressão de entrada e as várias torneiras abertas, garantindo a pressão de água perfeita em todo o sistema. Funciona da seguinte forma:

A SCALA2 está equipada com um sensor integrado que mede a pressão de água fornecida pela bomba à torneira, por exemplo, o chuveiro.

O sensor envia um sinal ao controlo da bomba, que compara o nível de pressão da água medido com a pressão de água pretendida, ou seja, a pressão configurada por si com base nas necessidades do proprietário da habitação.

Se houver uma diferença entre estas duas medições, o controlo da bomba envia um sinal ao conversor de frequência para aumentar ou diminuir a velocidade da bomba e, consequentemente, a pressão da água no sistema.

Embora isto possa parecer uma operação complexa, é efetuado com tal rapidez, que o proprietário da habitação nem chega a sentir qualquer alteração na pressão.

Para os instaladores, isto significa que o processo de configuração é rápido e fácil. Basta utilizar o painel de controlo para configurar o nível de pressão pretendido e verificar a pressão da água no ponto de derivação mais afastado - de preferência um chuveiro, uma vez que é onde a pressão insuficiente será sentida de modo mais direto pelo proprietário.

Se a pressão da água for perfeita aí, também o será em todos os pontos de derivação, independentemente das variações na pressão de entrada ou do número de torneiras abertas em simultâneo.