Funções de controlo disponíveis para um sistema de bombeamento distribuído

Funções de controlo disponíveis para um sistema de bombeamento distribuído

Saiba mais sobre as funções de controlo disponíveis para uma bomba primária controlada por velocidade variável e sobre como configurar o sistema de Bombeamento Distribuído utilizando o Control MPC.

Neste módulo abordamos as funções de controlo para uma bomba primária de velocidade variável num sistema de Bombeamento Distribuído da Grundfos. As bombas primárias são construídas em paralelo para otimizar a velocidade da bomba primária, juntamente com o Control MPC.

Isto acontece, como exigido, através da deteção e equalização da temperatura diferencial entre as bombas primárias e as bombas distribuídas, medida através da tubagem de bypass. A principal prioridade do Control MPC é proteger os refrigeradores, garantindo um caudal mínimo nos refrigeradores ativos.

A segunda prioridade é evitar o bombeamento excessivo das bombas primárias, alinhando o caudal do lado primário e o caudal do lado secundário. Isto corresponde à ausência de caudal na tubagem de bypass. O principal benefício é identificar e evitar ou minimizar o síndrome do “baixo” Delta T, poupando, assim, energia, um problema típico nos sistemas de refrigeração.

Cada refrigerador tem uma válvula de isolamento automática. Esta fica totalmente aberta se o respetivo refrigerador estiver ativo ou totalmente fechada se o refrigerador não estiver a funcionar.

O número de refrigeradores e bombas primárias varia em função da dimensão do edifício e do sistema. Para garantir o caudal mínimo de cada refrigerador, deve ser instalado um sensor diferencial ou caudalímetro em cada refrigerador.

Um sinal da válvula de seccionamento ou do sistema de gestão de edifícios – um sinal de pré-arranque - diz ao controlador qual dos refrigeradores está a funcionar. Isto permite ao controlador validar cada refrigerador ativo, talvez aumentando o caudal da bomba primária se o caudal de qualquer refrigerador for inferior ao limite.

O objetivo seguinte do controlador é adequar a velocidade da bomba primária ao caudal exigido por todas as bombas distribuídas, tendo por base as informações dos sensores da bypass. Para alcançar este objetivo, o Controlador MPC recebe informações analógicas dos 4 sensores de temperatura instalados à volta da tubagem de bypass, para ajudar a velocidade da bomba.

Se possuir um Sistema de Gestão de Edifícios ou sistema de controlo, contacte o seu representante Grundfos. Com o Bombeamento Distribuído da Grundfos obtém o caudal certo sempre e pode: Configurar o sistema, usando as funções de controlo do Control MPC.