Pesquisa e Insights

Principais estações de bombeamento

As estações de bombeamento principais são frequentemente grandes construções de betão com três a seis bombas. As bombas funcionam parcialmente em paralelo e como bombas de reserva, pelo que são capazes de suportar sempre grandes volumes de águas residuais ou de águas de inundação. As principais estações de bombeamento são frequentemente a última estação de bombeamento para esgotos a caminho da estação de bombeamento para entrada na estação de tratamento de águas residuais.

As bombas são instaladas submersas ou a seco pelas mesmas razões que para as estações de bombeamento de redes. A tendência é, no entanto, que as bombas de maiores dimensões sejam instaladas a seco. Está também a tornar-se cada vez mais comum o funcionamento de bombas nas estações de bombeamento principais através de unidades de frequência, devido ao potencial de poupança de energia.

As principais estações de bombeamento são geralmente concebidas para acomodar as bombas para as quais se destinam. É importante garantir um design adequado que seja suficientemente grande para evitar o transbordo e que possa suportar muitos arranques/paragens da bomba por hora. A estação deve ser auto-limpante para evitar a sedimentação de lamas e detritos, uma vez que isto poderá provocar a obstrução de bombas, válvulas e tubagens e poderá criar problemas de odor devido à geração de sulfureto de hidrogénio numa lama séptica.

Ao conceber a estação de bombeamento, é importante levar em consideração se a estação de bombeamento está a dar assistência a uma área com sistemas de esgotos separados ou combinados.

Num sistema de esgotos separado, as águas pluviais e os esgotos são canalizados em diferentes sistemas paralelos. Um sistema transporta esgotos domésticos, instalações industriais e edifícios comerciais, enquanto o outro transporta água da chuva, água de inundação e água de escoamento de parques de estacionamento e áreas baixas.

A Grundfos fornece bombas de águas residuais submersíveis para poço seco com controlos e monitorização para as principais estações de bombeamento, bem como para as grandes estações de bombeamento pré-fabricadas.